Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Falta de água preocupa vereadores de Caçador

Publicado em 02/10/2018 às 15:17 - Atualizado em 02/10/2018 às 15:17

Problema foi registrado nos últimos dias nos bairros Kurtz e dos Municípios. Parlamentares cobraram ações que evitem novos transtornos
Créditos: ASCOM/CMC Baixar Imagem

A falta de água nos bairros Kurtz e dos Municípios foi tema de debate na Câmara Municipal de Caçador durante sessão ordinária desta segunda-feira (1°). Os vereadores se mostraram preocupados com a situação e cobraram medidas para evitar novos transtornos, especialmente nesta fase de transição do serviço de abastecimento e distribuição de água da Casan para a BRK ambiental, que deverá acontecer em até 60 dias.

Alcedir Ferlin (MDB) disse ter recebido denúncias de que desde quinta-feira (27) moradores das Vila Kurtz estavam sem água em suas residências. Em contato com a Casan foi informado que o problema ocorreu após rompimentos de tubos, ocasionado durante trabalhos da secretaria de Infraestrutura, mas que a distribuição seria normalizada.

A informação foi confirmada pelo colega de bancada, Paulo Jarschel, que ao ser procurado pela população também entrou em contato com a empresa.

Adriano Pares (PSDB) disse que é importante que a Casan saia de “cabeça erguida” de Caçador, honrando seus compromissos com os contribuintes até o último dia de trabalho, já que o cidadão paga as faturas de águas para receber um bom serviço.

Marcio JF (MDB) destacou que pretende desempenhar fiscalização ativa nos serviços da BRK Ambiental, acompanhando o cumprimento do contrato para evitar transtornos registrados com a Casan.

Além da Vila Kurtz, Neri Vezaro (MDB) informou que nos últimos dias os moradores do Bairro dos Municípios também foram prejudicados com a falta de água. Disse que andando pela cidade constatou vazamentos de longa data e que ainda não foram solucionados pela Casan. “Há um certo desleixo com a população e é importante que a municipalidade mantenha vigilância com relação a coleta e distribuição de água, cobrando da Casan o cumprimento do serviço até o último dia e depois da BRK ambiental”.

Líder do prefeito na Câmara, Ricardo Barbosa (PSDB), lembrou que o contrato com a BRK Ambiental foi assinado na sexta-feira (28) e prevê investimento de R$ 152 milhões no município durante 30 anos de concessão, tanto na gestão de água quanto de esgoto. Além disso as tarifas terão descontos de 19,6% e, em torno de 300 empregos serão gerados com a instalação da nova empresa. “É importante frisar que o período para o início dos serviços é de 60 dias, até lá a Casan continua responsável por todo o serviço”, destacou.

Defensor da água pública, Marcos Creminácio (PDT) enalteceu o direito da população em reclamar diante da ineficiência do serviço, dizendo que a falta de investimentos ao longo dos anos, especialmente em adutoras e no tratamento de água por parte da Companhia, gerou todo este transtorno. Segundo ele, para amenizar o problema seriam necessários aportes financeiros entre R$ 30 milhões e 40 milhões para esta finalidade. “Infelizmente a população vai continuar sofrendo com a falta de água por um bom tempo, e com a chegada do verão o caos tende a aumentar”, completou.

O Presidente do Legislativo, Rubiano Schmitz (PSD), também abordou o tema fazendo um apanhado geral sobre a falta de investimentos e os problemas enfrentados durante a estadia da Casan em Caçador. Disse, no entanto, que a falta de água na Vila Kurtz nos últimos dias foi ocasionada após vazamentos em tubos na Rua Engênio Busatto e, posteriormente, no aste do registro que envia a água até as residências. “Há de se destacar que tanto a prefeitura, através da infraestrutura que cedeu máquina para auxiliar nos trabalhos, quanto a Casan não se omitiram a resolver este problema, mesmo com a demora para solucioná-lo diante de vários fatores registrados na execução dos serviços”, frisou, informando ainda que a falta de água não foi originária de serviços executados pela prefeitura na Aristiliano Ramos, como chegou a ser ventilado por populares.


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar