Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Presidente do COMED aborda aulas não presenciais durante a Palavra Livre

Publicado em 12/08/2020 às 17:22 - Atualizado em 12/08/2020 às 17:42

Denis Alberto Bosso fez uso da Palavra durante sessão virtual
Créditos: ASCOM/CMC Baixar Imagem

Através do Sistema de Deliberação Remota, o presidente do Conselho Municipal de Educação (COMED) -, Denis Alberto Bosso, fez uso da Palavra Livre na sessão ordinária da Câmara Municipal de Caçador desta terça-feira (11), para discorrer sobre as aulas não presenciais na Rede Municipal de Ensino.

A manifestação teve como principal objetivo informar os Vereadores sobre demandas que chegaram até o Conselho, surgidas após contato com os professores, diretores e a Secretaria Municipal de Educação, além de esclarecimentos das indagações dos parlamentares a respeito das aulas remotas na rede Municipal.

Segundo ele, o COMED tem feito um papel de mediador diante das demandas recebidas, especialmente no que se refere às aulas on-line. “O intuito de estarmos em contato com os Vereadores é abrir este canal de comunicação com o Legislativo, possibilitando a troca de informações e sugestões para que o trabalho seja aprimorado, com o foco principal nos nossos alunos”, destacou.

   Denis ainda apresentou um pouco da experiência vivida neste período de pandemia pela rede privada de ensino, os desafios superados e o modelo de ação que vem dando certo no processo de ensino e aprendizagem.

Ele informou também que todas as demandas colhidas em contato com a secretaria e os profissionais da educação, bem como dos Vereadores durante a sessão ordinária, serão expostas em plenária do Conselho que acontece nesta quinta-feira (13). “Vamos discutir os dados para que possamos, a partir desta reunião, traçar um plano estratégico de auxílio tanto para a Secretaria Municipal de Educação quanto para as escolas visando o aprimoramento das aulas remotas”, informou.

Após a sua manifestação, vários questionamentos foram efetuados pelos Vereadores, especialmente sobre as dificuldades dos profissionais de educação no que se refere às aulas virtuais, assim como os mecanismos necessários para que o processo de aprendizagem do aluno não seja prejudicado.